TYPO3 Cumulus Flash tag cloud by TYPO3-Macher - die TYPO3 Dienstleister (based on WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck) requires Flash Player 9 or better.

 

Em um contexto de intensa urbanização e maior concentração de pessoas nas cidades, a sociedade moderna enfrenta o desafio de acomodar essa população e garantir a oferta de serviços e recursos para a crescente demanda. A oferta de energia de fontes limpas e sustentáveis está no centro desse
desafio.


As edificações representam aproximadamente 1/3 da demanda por energia e1/4 das emissões de Gases de Efeito Estufa globalmente (BEA). O potencial de redução
de consumo de energia em prédios e construções, por sua vez, também é de
grande impacto: seria possível reduzir em 1/3 a demanda até 2050, caso medidas de eficiência fossem adotadas em larga escala, o que significa menor dependência por combustíveis fósseis e queda nas emissões de GEE, além de economia de recursos.

Para apoiar as cidades a melhorarem a gestão da crescente demanda por esse recurso, a iniciativa global BEA – Acelerador de Eficiência em Edificações, coordenada pelo ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade e pelo World Resources Institute (WRI Brasil) no Brasil, propõe-se a dobrar a taxa
de melhoria da eficiência energética no setor da construção até 2030. A iniciativa é
realizada no âmbito da Plataforma Energia Sustentável para Todos (Sustainable Energy for All - SE4ALL), lançada em 2011 e liderada pelo ex-Secretário Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) Ban Ki-Moon e o Presidente do Banco Mundial Jim Yong Kim.

O BEA é uma parceria global desenvolvida para complementar outras redes existentes, engajando cidades a potenciais parceiros do setor privado, academia e agências multilaterais. Seus objetivos também colaboram diretamente com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, notadamente
o ODS 7 sobre energia acessível e limpa.

Em 21 de setembro, em Belo Horizonte, ICLEI e WRI promovem o Seminário e Oficina “Eficiência Energética nas Cidades” para reunir pela primeira vez as cidades brasileiras que vão aderir à Plataforma do BEA e construir um caminho comum para promoção da eficiência energética nas cidades brasileiras. Os resultados da discussão serão levados às Câmaras Temáticas do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas para formulação de proposta sobre a estratégia de implementação da NDC brasileira, que será apresentada ao Governo Federal.


 
 
 
Google+
PT | ES