TYPO3 Cumulus Flash tag cloud by TYPO3-Macher - die TYPO3 Dienstleister (based on WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck) requires Flash Player 9 or better.

 

CITYFOOD: Cidades da América do Sul debatem sobre estratégias e alternativas para dietas sustentáveis

A Oficina contou com a participação das cidades do CITYFOOD, além de colaboradores das duas organizações realizadoras, cidadãos de regiões vizinhas e visitantes do Seminário.
O ICLEI, no contexto da Rede CITYFOOD, organizou a oficina em parceria com o projeto Alimentação Consciente Brasil, da Mercy for Animals
a Coordenadora de Biodiversidade do ICLEI América do Sul, Larissa Heinisch, apresentando a Rede.
A especialista em Implantação de Políticas Alimentares do Programa Alimentação Consciente, Thayana Oliveira, também participou do encontro.

04.11.2019

Um sistema alimentar urbano-regional sustentável e resiliente deve atender às necessidades alimentares da população, promovendo a segurança alimentar e nutricional, assim como a inclusão social. Para promover o desenvolvimento destes sistemas temos como alternativa a adoção de dietas sustentáveis (que priorizam vegetais) que podem ser implementadas tanto no contexto individual quanto no local, neste último por meio de políticas públicas que estejam alinhadas ao tema.

No dia 31 de outubro, o ICLEI América do Sul, em parceria com o projeto Alimentação Consciente Brasil, da Mercy for Animals, organizou a Oficina “Sistemas Alimentares e Políticas Públicas: estratégias e alternativas para dietas sustentáveis” durante o I Seminário Internacional e III Seminário Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional de Belo Horizonte, Minas Gerais. A oficina ocorreu no âmbito da Rede CITYFOOD, uma parceria ICLEI e Fundação RUAF, que oferece uma plataforma de aprendizado e cooperação para o desenvolvimento de sistemas alimentares urbano-regionais sustentáveis e resilientes. A realização da atividade foi possível por meio do apoio da 50by40.

Participaram do encontro representantes das cidades participantes da Rede CITYFOOD: Belo Horizonte (BR), Rio de Janeiro (BR), Rosário (ARG), São Paulo (BR) e Quito (EQ). Além disso, colaboradores das duas organizações realizadoras, cidadãos de regiões vizinhas e visitantes do Seminário também se juntaram para contribuir na oportunidade de troca.

As perguntas norteadoras para a introdução da oficina foram “o que é um sistema alimentar urbano regional e sustentável e por que os governos locais têm que se preocupar com essa pauta?”. Para responder estas questões, a Coordenadora de Biodiversidade, Larissa Heinisch, apresentou a seguinte contribuição:

“Olhando para esse intercâmbio de conhecimento e aprendizado de boas práticas na temática de segurança alimentar, a Rede CITYFOOD também propõe a organização de treinamentos, como o que estamos promovendo aqui hoje, mas também webinars e intercâmbio entre o contexto do hemisfério sul e hemisfério norte. Para promover a melhoria da segurança alimentar e nutricional para toda a população, melhorar o sistema de subsistência de produtores urbanos e rurais, olhar para minorias e populações em situação de vulnerabilidade, promover empregos, reconhecer os ecossistemas e os recursos naturais, além da redução da emissão de gases na perspectiva da mudança do clima, os governos locais têm que se envolver com a pauta de alimentação”, finaliza ela. 

A especialista em Implantação de Políticas Alimentares do Programa Alimentação Consciente, Thayana Oliveira, também deu seu parecer no início da Oficina, apresentando um pouco sobre a proposta do programa: “O programa Alimentação Consciente Brasil tem como objetivo promover saúde e sustentabilidade, incentivando mudanças nas políticas alimentares de forma que nós conseguimos impactar instituições públicas que sirvam refeições em larga escala, como escolas e universidades, totalmente sem custo. Parte da nossa missão é promover essas refeições de forma a incentivar um maior consumo de alimentos de origem vegetal, que deveria ser a base de nossa alimentação”, afirma.   

O  Painel I, “Nossas Ações são Nosso Futuro - Alimentação Saudável para um Mundo Sem Fome”, do dia 31 de outubro, contou com a participação do especialista do Programa de Agricultura Urbana Participativa AGRUPAR  do Município de Quito, Pablo Garofalo. Já o Painel II, "Leituras Agroecológicas - Gastronomia e Sistemas Alimentares Metropolitanos", apresentado no dia 1º de novembro, teve presença de Nicolás Leandro Paz, auditor/inspetor do Instituto do Alimento do Município de Rosário. A Coordenadora de Segurança Alimentar e Nutricional de São Paulo, Célia Rossi, participou de uma sessão temáticas durante o 2º dia do evento.

Nosso Secretário-Executivo, Rodrigo Perpétuo, participou da mesa de abertura da Oficina “Sistemas Alimentares e Políticas Públicas: estratégias e alternativas para dietas sustentáveis”, além de participar da abertura do Seminário e do Painel II.

 
 
 
Google+
PT | ES