TYPO3 Cumulus Flash tag cloud by TYPO3-Macher - die TYPO3 Dienstleister (based on WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck) requires Flash Player 9 or better.

 

Equidade na gestão de áreas protegidas locais é tema de evento em Recife

Pescador artesanal em unidade de conservação estadual na Região Administrativa Mosaico do Lago de Tucuruí, no Pará. Foto: Ascom / Ideflor-Bio

 

  • Durante o IX Sapis e IV Elapis, debate dedicará atenção aos desafios enfrentados pelos governos municipais.

Como incorporar a equidade na gestão de áreas protegidas locais? A procura por respostas, a identificação de desafios e benefícios guiarão o debate “Equidade na gestão de áreas protegidas: Do discurso internacional à implementação local”. O debate dedicará especial atenção ao papel dos conselhos de Unidades de Conservação e dos governos locais na implementação do conceito de “equidade”.

O evento acontecerá no dia 12 de dezembro como parte do IX Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (Sapis) e do IV Encontro Latino-Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (Elapis), no Recife (PE).

Os resultados do evento servirão como insumos para atualizar e melhorar ferramentas de gestão e monitoramento das Unidades de Conservação no Brasil e para elaborar recomendações e orientações para governos locais realizarem a gestão equitativa nas áreas protegidas e outras medidas de conservação.

A discussão do conceito de “equidade” resulta da Meta 11 de Aichi para a Biodiversidade, da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB). A meta convoca as Partes da CDB – entre elas, as nações globais – para que áreas de importância para a biodiversidade e serviços ecossistêmicos sejam conservadas por meio de sistemas de áreas protegidas geridos de maneira efetiva e “equitativa”. No Brasil, uma das forma para cumprimento da meta está relacionada à ampliação e consolidação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).

As 20 Metas de Aichi para a Biodiversidade foram aprovadas em 2010. O entendimento para o termo “equidade” na gestão de áreas protegidas somente foi adotado na 14ª Conferência das Partes (COP14) da CDB, realizada no Egito, em 2018.

O evento paralelo é organizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH no âmbito do projeto regional Áreas Protegidas Locais. O projeto regional ainda conta com os parceiros de implementação ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade e União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN) e, como contrapartes políticas, os ministérios de meio ambiente de Colômbia, Equador e Peru. Áreas Protegidas Locais tem o apoio do Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza e Segurança Nuclear (BMU) da Alemanha no âmbito da Iniciativa Internacional para o Clima (IKI).

IX SAPIS E IV ELAPIS

O IX Sapis e o IV Elapis acontecerão de 11 a 14 de dezembro no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), no Recife. Com o tema “Áreas Protegidas e Inclusão Social em Cenários de Mudanças”, o objetivo do IX Sapis e do IV Elapis é promover a discussão sobre os temas da inclusão social e da diversidade cultural relacionadas às áreas protegidas e aos territórios tradicionais na América Latina, além de aproximar redes de conhecimento e comunidades de prática ou epistêmicas que favoreçam a interface entre ciência, conhecimento tradicional e política pública.

Confira aqui a programação completa.

SERVIÇO

Equidade na gestão de áreas protegidas: do discurso internacional à implementação local

Data: 12 de dezembro
Hora: 17h30 às 20h30
Local: CCSA da UFPE | Campus Recife 

Para saber mais, escreva para areas.protegidas@remove-this.giz.de.

 
 
 
Google+
PT | ES