TYPO3 Cumulus Flash tag cloud by TYPO3-Macher - die TYPO3 Dienstleister (based on WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck) requires Flash Player 9 or better.

 


O Peru possui numerosos ecossistemas distribuídos longitudinal e latitudinalmente. Os principais ecossistemas continentais são florestas tropicais, florestas secas e ecossistemas frágeis. Essa variedade permitiu que o Peru fosse considerado um dos 17 países mega-diversificados, onde 84 das 117 zonas de vida do planeta estão presentes. O projeto regional “Áreas protegidas e outras medidas de conservação baseadas em áreas no nível dos governos locais” para capacitação e governança no nível local no Peru é implementado juntamente com os Ministérios do Meio Ambiente do Brasil, Colômbia, Equador e Peru, e também pela Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH em cooperação com o ICLEI - Governos Locais pela Sustentabilidade e União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN ).

Estudo Técnico Linhas de Base - Peru

Estudos de Linhas de Base foram elaborados em 2017 para avaliar o estado atual das áreas protegidas locais nos quatro países, em termos de legislação, cadastro e amparo institucional. Confira as linhas de base.

Experiências de melhores práticas no gerenciamento eficaz de áreas protegidas locais

Os exemplos selecionados descritos abaixo seguiram o formato padrão de Estudo de caso do ICLEI, incluindo os seguintes elementos: resumo do caso, localização, fatos e dados, contexto temático, contexto do município, histórico, aspectos de gênero e interculturalidade na gestão de medidas de conservação, descrição do caso, incluindo mecanismos legais e fontes de financiamento, resultados, lições aprendidas e escopo e potencial de replicação. Considerou-se como requisito mínimo o cumprimento da definição da Iniciativa Municipal de Conservação e que eles ainda estão sendo implementados, ou seja, são sustentáveis. Em seguida, foram consideradas as experiências que se destacam em um dos seguintes tópicos: governança, financiamento, inovação.

Área de Conservação Ambiental de Virrilá

Sechura e Cristo nos Valga

Essa AP possui um Comitê de Gestão formado por representantes da Comunidade Rural San Martin de Sechura e empresas privadas que coincidem como usuários do território; e por representantes da sociedade civil. O Comitê Gestor implementa anualmente um plano de ação, cujo financiamento foi assumido principalmente pela empresa privada, como é o caso da Cementos Pacasmayo que, por meio da administração municipal e com a contribuição de outros membros da sociedade civil, contribuiu para o cumprimento de ações relacionadas ao monitoramento, controle e vigilância biológicos, além de educação ambiental.




Área de conservação ambiental “Páramos e florestas nubladas de Cachiaco e San Pablo

Pacaipampa

O município de Pacaipampa liderou o processo de reconhecimento de uma área de conservação ambiental (ACA). A medida responde à demanda de duas fazendas camponesas, San Pablo e Cachiaco, cujo interesse é proteger as cabeceiras das principais fontes de água da região e o rio Quiroz. A ACA tem como objetivo gerenciar, conservar e usar de forma sustentável uma amostra representativa dos ecossistemas andinos do norte do Peru, bem como florestas e pântanos no distrito de Pacaipampa, província de Ayabaca, Piura, garantindo as funções e serviços do ecossistema desses espaços para o benefício das populações locais.




Floresta comum do centro da cidade de Santa Rosa de Shapaja

Uchiza

O reconhecimento desta área protegida ocorreu após um longo processo de identificação e reconhecimento da importância da região pelos habitantes de Shapaja, que manifestaram seu forte interesse em mantê-la e reconheceram ser a principal fonte de água para suas atividades produtivas. Atualmente, o gerenciamento da área protegida AP é uma iniciativa da comunidade.
A Associação Ronda Campesina de Shapaja, composta por 69 agricultores, foi designada como responsável pela conservação e vigilância da área e atua em parceria com o Centro de
Conservación, Investigación y Manejo de Areas Naturales (CIMA). A partir desse momento, ele realiza proteção ativa por meio de patrulhas, que coordena com os guardas do parque da PNCAZ, que também apóia na vigilância da área natural protegida, gerando colaboração e sinergia permanentes. Há um plano de ação e um plano de patrulha implementados, a fim de realizar as várias ações que contribuem para as metas previamente definidas.

 
 
 
Google+
PT | ES