TYPO3 Cumulus Flash tag cloud by TYPO3-Macher - die TYPO3 Dienstleister (based on WP Cumulus Flash tag cloud by Roy Tanck) requires Flash Player 9 or better.

 

Bogotá e Santiago firmam compromisso global pela adaptação e resiliência

 

18.06.2014

O Congresso Cidades Resilientes 2014, ocorrido no final do mês de maio, marcou a adesão de quatro novas cidades à Carta de Adaptação de Durban, entre elas Bogotá, Colômbia e Santigo, Chile. A assinatura ocorreu no âmbito do Fórum de Prefeitos sobre Adaptação, realizado em paralelo ao Congresso.

A Carta de Adaptação de Durban é um pacto global de Prefeitos para enfrentar os riscos das mudanças climáticas, reduzindo a vulnerabilidade de suas cidades. O compromisso foi lançado durante a COP 17 realizada na Cidade de Durban, África do Sul, em 2011, e considera que enquanto os governos locais sofrerão fortes impactos das mudanças climáticas, também são os mais preparados para agir com rapidez agora e se preparar e adaptar aos seus impactos.

O vice-presidente do ICLEI e Prefeito de eThekwini (Durban), James Nxumalo, declarou durante o evento, "Precisamos garantir que as necessidades de adaptação das cidades estejam incluídas em todos os acordos globais e nós apoiamos o pleito por um Objetivo do Desenvolvimento Sustentável urbano autônomo... O desenvolvimento deve trazer oportunidades econômicas e ao mesmo tempo reduzir os riscos das mudanças climáticas enfrentados pelos cidadãos das cidades".

Durante a Plenária de encerramento do Congresso, o Prefeito Nxumalo anunciou ainda a abertura de diálogos com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Cidade de Bogotá para gerar um Hub regional para América Latina da Carta de Adaptação de Durban, e promover suas recomendações em nossa região.

Dentre os 10 compromissos definidos na Carta, estão: considerar as necessidades de adaptação como fator chave no planejamento de desenvolvimento de todos os governos locais; preparar e implementar estratégias integradas, inclusivas e de longo prazo de adaptação local, visando a redução de vulnerabilidade; assegurar que estratégias de adaptação estejam alinhadas com as estratégias de mitigação; priorizar o papel dos ecossistemas como base central da infraestrutura verde das cidades; promover parcerias entre todos os níveis de governos e cooperação e intercâmbio entre as cidades.

Conheça e assine a Carta de Adaptação de Durban aqui.

 
 
 
Google+
PT | ES